Especial: Novembro Azul

Assim como Outubro é um mês totalmente voltado para a prevenção do câncer de mama com a campanha Outubro Rosa, este mês também se tornou um símbolo para a prevenção do câncer de próstata, doença considerada por muitos homens um certo tabu por conta do seu exame de prevenção.

A campanha surgiu em 2003, na cidade de Melbourne, Austrália. Travis Garone e Luke Slattery resolveram aderir ao uso do bigode e, inspirados pela campanha da mãe de um colega, que levantava fundos para o combate ao câncer de mama, os dois tiveram a ideia de associar o bigode com a conscientização sobre a saúde masculina.

Então, eles escolheram o mês de Novembro para deixar o bigode crescer, pois, no dia 17, já se comemorava o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Naquele ano, cerca de 30 amigos aceitaram participar da campanha e a história foi se espalhando cada vez mais.

Novembro Azul no Brasil

O Movember chegou ao Brasil em 2008, trazido pelo Instituto Lado a Lado pela Vida em conjunto com a Sociedade Brasileira de Urologia. Hoje, o Novembro Azul no Brasil é marcado por diversas ações de divulgação sobre o câncer de próstata, como palestras sobre medidas de prevenção e campanhas para a realização do exame físico (toque) e do PSA (exame de sangue que detecta alterações do antígeno prostático específico, que podem ser indicativas dessa neoplasia).

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam para 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, entre 2020 e 2022. Homens com mais de 55 anos, com excesso de peso e obesidade, estão mais propensos à doença.

Ainda segundo o Inca, uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. 

Outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar adequadamente a hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Lembrando também que outra forma de prevenção é consultar regularmente com o médico urologista, que irá pedir exames para saber se está tudo bem com a sua saúde. 

Vamos juntos espalhar cada vez mais a importância da prevenção do câncer de próstata e que, com os tratamentos, é possível ficar saudável novamente!

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar e recomendar conteúdo. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.