Posso instalar ar-condicionado em imóvel alugado?

O ar-condicionado é um dos eletrodomésticos mais requisitados durante o verão brasileiro, porém, sua instalação em imóveis locados ainda gera alguns desconfortos entre inquilinos (locatários) e proprietários (locadores) e muitos nos perguntam: “Posso instalar ar-condicionado em imóvel alugado?”

Como podem existir regras específicas, tanto no contrato de locação quanto no regulamento do condomínio, é importante ficar atento às principais dúvidas para evitar dores de cabeça!

Reunimos as principais dúvidas nesse processo, confira no artigo abaixo:

Devo pedir autorização ao proprietário?

Sim!

Qualquer modificação interna ou externa em imóvel alugado – seja manutenção ou benfeitoria – precisa ser autorizada pelo proprietário antes de ser feita.

Atenção: a imobiliária é apenas a intermediadora entre locador e locatário, portanto, não possuem esse poder de autorização.

Por isso, o ideal é que a possibilidade de instalação do ar-condicionado seja acordada entre as partes durante o período de negociação e devidamente descrita em contrato.

Posso levar o aparelho instalado quando sair do imóvel?

Nos casos onde o aparelho já estava no imóvel antes da entrada, fica claro que ali ele deve permanecer.

Mas, caso o inquilino resolva instalar o ar-condicionado depois da autorização do proprietário, esta será considerada uma benfeitoria voluptuária (aquela que não é imprescindível, mas torna o uso do imóvel mais agradável).

Esse tipo de benfeitoria pode ser retirada pelo locatário ao final do contrato, desde que ele entregue o imóvel nas mesmas condições que recebeu. 

Ou seja, o aparelho pode ir com você, desde que sejam reparados os furos feitos para a instalação, assim como a pintura da parede.

 

 Meu imóvel fica dentro de um condomínio – isso pode impedir a instalação?

É preciso consultar o síndico ou zelador sobre a legislação, normas condominiais e convenções específicas para instalação e manutenção do ar-condicionado. Essas medidas visam garantir alguns pontos que são muito importantes para vida em comunidade nos condomínios:

  • Segurança

A sobrecarga elétrica é o principal perigo da instalação de ar-condicionado em prédios cuja fiação é antiga.

Essa rede elétrica pode não suportar a carga gerada pelos aparelhos, ocasionando curto-circuitos e até incêndios.

Por isso, é imprescindível acatar todas as medidas e recomendações que estão no estatuto, já que elas têm como objetivo a prevenção de acidentes e redução dos riscos à saúde das pessoas que moram ou trabalham no condomínio.

  • Convivência harmoniosa

Os aparelhos de ar-condicionado podem representar um incômodo aos vizinhos mais próximos, 

Enquanto alguns modelos são muito ruidosos, outros apresentam gotejamento nos canos do dreno – o que pode acabar molhando, por exemplo, a sacada do andar debaixo.

Vale lembrar que já existem no mercado alternativas para o problema de gotejamento, como os canos para escoamento de água ou mesmo novos modelos de aparelhos com dreno seco.

  • Estética da fachada 

A fachada é uma parte importante do conjunto arquitetônico de um prédio. 

Alguns edifícios têm um espaço reservado para instalação de aparelhos climatizadores, fazendo parte de sua estética geral.

Já nos prédios que não tem esse espaço, os equipamentos instalados na parte de fora dos apartamentos interferem na harmonia visual da fachada.

É comum que a convenção do condomínio não permita esse tipo de interferência, o que é decidido por votação na assembleia de moradores.

 

E aí, ficou com mais alguma dúvida sobre a instalação de ar-condicionado?

Entre em contato e fale conosco!

Em breve traremos mais conteúdos de dicas para você aplicar no seu dia a dia!

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar e recomendar conteúdo. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.